Olá, sou a Pandora...

10/06/2013 09:06


 

Olá, sou a Pandora uma Lhasa Apso ou como me chamam na minha casa de Pand ou Pandoricat. Nasci em uma casa onde tinha vários outros cachorrinhos,tive 4 irmãozinhos, todos maiores que eu, sempre fui a mais pequenininha e desengonçada. Fiquei por vários dias dentro de uma gaiola exposta em um pet shop. Essa vida não era legal, eles davam comida mais não tínhamos um lar de verdade. Até que um lindo sábado a tarde uma das minhas irmãzinhas passou em frente esse Pet e me viu. Eu estava cansada e só dormia, ainda era muito bebê, tinha só 40 dias, e já estava longe da minha mamãe auau fazia tempo. Minha irmã Fabi, gostou muito de mim, me pegou no colo e me deu carinho, mas logo ela foi embora, me senti muito triste e sozinha novamente. Passou alguns dias ela voltou com minha outra irmãzinha a Ju, as duas ficaram por horas me fazendo carinho, conversando comigo e explicando que logo logo eu teria uma nova casa. Nessa mesma semana minha vida mudou. A Fabi foi me buscar, me deram banho, colocaram um lacinho no meu cabelo que me incomodava muito, mas fiquei bem bonitinha pra ir para minha casa nova. Estava muito feliz, pois tinha uma família de verdade, onde todos me amavam. Quando cheguei na minha casa nova, estava muito assustava, era tudo muito diferente, eu tinha uma caminha fofinha e quentinha. Alguns dias depois conheci o meu Pai, ele me assusto. Ele gritou comigo, falando que eu era muito pequena e acabaria pisando em mim. Fiquei resabiada com ele. Mas logo percebi que ele não era bravo de verdade, ele começou a me dar carinho e me pegava no colo e deixava eu dormir em sua barriga. A minha vida estava tão feliz, tinha carinho, casinha, comida. Durante uma tarde estava em casa com minhas irmãzinhas e minha mãe quando passei mal, não sei o que aconteceu, perdi os sentidos e mal conseguia respirar. Minha mãe ficou apavorada e me levou correndo para minha médica a Dra Dani, ela me fez vários exames mas estavam todos bem . Voltei pra casa no mesmo dia, todos estavam preocupados comigo e não me deixavam sozinha nunca. Passei bem durante algum tempo, porém voltei a ter essas crises novamente. A mamãe e minhas irmãs me levavam sempre correndo na médica, e foi nesse período que descobriram que eu tinha uma doença grave, que eu tinha convulsões. A mamãe ficou muito preocupada, dava meu remédinho todos os dias no mesmo horário, mais esse remédio é muito ruim, então ela sempre coloca o comprimidinho em alguma coisa gostosa pra conseguir tomar. Fiquei bem durante um tempão, fiquei grandona, gordona, brincava bastante com meu cachorrinho de pelucia. Hoje tenho 04 anos e ainda tenho convulsões, mamãe não desistiu de mim e continua me levando no médico, quando descobriram que tenho Hidrocefalia e sou estrábica. Mesmo assim sou muito amada pela minha família. Adoro dormir com a minha irmazinha Ju, brincar com a Fabi e com o papai, e passear na casa da Vovó em Uraí. Tenho um lar, uma família e muito amor, sou muito feliz.

 Pandora

Beijinhos...

Voltar

Pesquisar no site

Sociedade Protetora dos Animais © 2014 Todos os direitos reservados.