Ola, meu nome é Frederico Augusto....

05/06/2013 16:41

Ola, meu nome é Frederico Augusto, mas para os amigos íntimos, somente FRED.

Nasci no município de Santa Amélia - Pr, a história da minha família Au-Au, é...
a mãe humana da minha mãe Au-Au, faleceu quando eu nasci, juntamente com meus outros 
cinco irmaozinhos. A casa onde moravamos ficou vazia, minha mãe Au-au ficou presa na varanda, com todos nós,
até que uma boa mulher, nos ajudou, alimentando minha mãe para que ela pudesse nos amamentar. Após alguns dias, todos os meus irmãozinhos foram adotados, por serem peludinhos todos achavam parecidos com ursinhos, até que somente ficou eu e a minha mãe. Eu aprendi a buscar ossos no quintal, já que quando a mãe vivia solta e ganhava ossos ela guardava na terra..rs rs, esperta ela não é... Assim que achava levava para ela na varanda e eu amamentava para nao morrer de fome.
Um belo dia de frio, vi uma movimentação na frente de casa, a mesma mulher que levou todos os meus irmãos voltou com mais outra moça, conversaram, conversaram, e de repente um menino pulou o muro e me pegou, confesso que chorei quando
vi que minha mãe estava prestes a ficar sozinha, mas logo que me passaram no colo da moça, o menino retornou e soltou a minha mãe entregando para a mulher que buscou meus irmãos, ai fiquei aliviado. Nesse dia tudo mudou, mudei de cor, achava que eu era marrom, mas depois do meu primeiro banho fiquei preto, branco e apareceu umas pintas no meu corpinho, fui bem alimentado, viajei no dia seguinte, fui conhecer a minha mãe humana, que morava na cidade de Cornélio Procópio, fiquei meio confuso, mas logo corri na casa toda, fiz amizade, ganhei casinha própria, roupa quentinha, ração, água, e quando eu chorava ate numa cama eu era acolhido, uma cama gigante.
Hoje moro, com minha mãe humana, minha tia, meus avós e meus irmãos adotivos que me enchem de amor e carinho, apesar que as vezes fico extressado de tanta atenção, rs rs.
Mas graças ao bom coração hoje, entendo que a mulher que levou todos os meus irmãos e minha mae ajudou todos a terem um lar como eu, com muito carinho e amor. Agradeço todos da minha nova família, com lambeijos e balançadas de rabo. 
Voltar

Pesquisar no site

Sociedade Protetora dos Animais © 2014 Todos os direitos reservados.