Cinco razões para não comprar um animal no Natal

18/12/2012 10:22

 

 

Por Natalia Cesana (da Redação)

 

1.Membros da família devem ser adotados e não comprados

Existem tantos animais nas ruas e em abrigos precisando de um lar que a ideia de “comprar um filhote de raça” é difícil de ser justificada. Algumas pessoas compram seus animais, especialmente cães, porque estão à procura de uma raça em particular. Na realidade, vira-latas e cães de raça podem chegar a um abrigo em um momento ou outro. Mas encontrar o parceiro perfeito não é uma questão de raça, mas de particularidades e peculiaridades de cada animal. Animais vira-latas são uma ótima opção, não importa o que você esteja procurando: você só tem que encontrar aquele que seja o mais adequado para você.

2.Comprar um animal torna legítimo jogá-lo fora depois

A comercialização de animais é uma das grandes causas das crueldades cometidas. Colocar um animal em prateleiras e vendê-lo como um brinquedo tem a ver com a nossa cultura do descartável. O que “descartável” significa para um animal? Que em vez de ensiná-lo e tomar conta dele, como faríamos com um membro de nossa família, nós brincamos com ele até que ele quebre, perca o atrativo e depois nos livramos dele.

Não que todas as pessoas que compraram animais os maltratem. Mas este tipo de pensamento torna aceitável comprar um filhote porque ele é bonitinho e depois descartá-lo quando ele crescer. Existem muitos abrigos que agora precisam encontrar lares para animais adultos, não socializados.

Comprar um animal significa endossar a ideia de que animais são descartáveis.

3.Comprar um animal movimenta a indústria de fazendas de filhotes

Se não gostamos da ideia de maus-tratos e negligência com filhotes em terríveis criadouros, temos que parar de comprá-los desses lugares. Proprietários destas “fazendas de filhotes” são gananciosos e se não houver dinheiro circulando, não haverá comércio e elas deixarão de existir.

4.Você não pode ser “cupido” de alguém

 

Animais são tão individuais quanto pessoas. Alguns gostam de um sofá, outros querem correr. Alguns precisam de muita atenção, outros de espaço. E talvez você conheça alguém suficientemente bem para escolher o animal certo para esta pessoa, mas mesmo que isto seja verdade adotar um animal não é algo que possa ser forçado.

5.Você não pode forçar alguém a assumir um compromisso

Adotar um animal envolve um grande compromisso e ninguém pode fazer essa escolha por outra a não ser a própria pessoa que tomará conta deste animal.

Mesmo um amante de animais precisa estar no espírito para poder receber um novo morador em casa. Presentear alguém com o animal errado, ou mesmo o animal certo mas no momento errado, é quase que sinônimo de um animal jogado na rua amanhã, por mais bonitinho que ele seja. Ou então, o sentimento de culpa por ter de levar o animal para um abrigo em janeiro.

Posto isso, existe alguma maneira de dar um animal? Talvez. Se alguém já manifestou claramente a intenção de adotar um animal em um futuro próximo, você pode levar esta pessoa a um abrigo e ajudar a pagar a taxa de adoção, caso haja. Isso funcionaria bem para uma criança mais velha.

Mas se você não tem certeza, você deve deixar a pessoa escolher seu próprio momento e lugar para adotar.

Fontes: http://www.anda.jor.br/18/12/2012/cinco-razoes-para-nao-comprar-um-animal-no-natal

Voltar

Pesquisar no site

Sociedade Protetora dos Animais © 2014 Todos os direitos reservados.